quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Meu amor

Permita-me chamá-lo assim
Meu coração não me dá outra escolha
Quando amamos, expressar-se fica mais fácil
Mesmo que o amor seja diferente







É um sonho dentro da realidade
Ou talvez seja, a realidade do sonho da gente

Sabe meu amado
Viver longe de ti, é como estar ao seu lado
Por ser tão forte dentro de mim sua presença
Pouco se nota em mim sua ausência

Mas, num ímpeto de saudade
Da sua falta essa agonia
Eu trocaria o prazer de lembra-te
Apenas pela a sua companhia...