quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Tempo


O tempo já passou,
a esperança, ele a levou.
o frio chega de repente, 
congela a alma da gente,
que precisa de amor.





E já é noite aqui dentro,
Nada mais podem tirar de mim,
Minha fé é o bem que me resta!
Por ela cheguei até aqui.

Mas o que dizer,
Da vida que pouco vivi? 


Nada mais podem tirar de mim,
Nada mais, pois o tempo já tirou,
Lembranças, sentimentos,
O que são diante do tempo?

O Tempo
Que não devolve nada que perdemos!
E se ganhamos faz pensar que não tivemos.

Tempo
Que vence nossas guerras,
Tempo que vence a vida!
Quando já a tenho por perdida,
Na ausência do amor.

Não amei do amor nada sei,
O que fiz então da vida?
Meu Deus! Não vivi,
Sem tempo passei por aqui.

Silviah Carvalho